NÃO AO RETORNO PRESENCIAL DAS AULAS: SAÚDE E VIDAS EM PRIMEIRO LUGAR!

 

MANIFESTO

O SINDSERV e os trabalhadores da educação repudiam a iniciativa de reinício das aulas presenciais anunciada pela Secretaria de Educação de Santos.

Entendemos que esta decisão é precoce e equivocada, pois o índice de mortalidade por Covid-19 em Santos continua muito alto. Este índice é maior que os registrados no município de São Paulo, no estado, no país e no mundo.

Temos hoje 517 mortes registradas e apenas 433.331 habitantes. A curva de contágio e a média móvel de óbitos seguem crescendo em Santos e região. Portanto, o que devemos fazer é ampliar a quarentena e não afrouxá-la.

A Prefeitura de Guarujá, por exemplo, com índices de mortalidade e contágio menores que os de Santos, já cancelou o retorno às salas de aula para este ano.

Entendemos que o retorno às aulas presenciais, ainda que seja escalonado, propiciará um aumento no número de contaminações e mortes e não modificará significativamente os níveis de aprendizagem.

SÓ HAVERÁ APRENDIZAGEM SE HOUVER VIDA E SAÚDE.

Não podemos arriscar quando pensamos em educação e saúde, precisamos de segurança máxima para todos.

Cerca de 7,6% dos mais de 17 mil casos de Covid-19, registrados em Santos, concentram-se na faixa etária dos 0 aos 19 anos; temos inclusive registro de morte de criança com menos de 9 anos.

Não haverá aprendizagem nas comunidades escolares se não houver vida. E para que haja aprendizagem socialmente relevante, NÃO PODEMOS NEGAR A CIÊNCIA!

Sabemos que a educação virtual neste momento não dá acesso a todos e marginaliza parte dos alunos.

Portanto, além de repudiarmos o retorno às aulas presenciais, reivindicamos que o governo qualifique e amplie a escolarização remota e coloque a vida dos alunos, pais, avós, educadores e de suas famílias acima de tudo.

Retorno às aulas, só com vacina!

Santos, 13 de agosto de 2020.

 
 
Contate-nos
arrow&v

©2020 por Santos Merece Outra Educação.